Newsletter


Receba nossas novidades.
Cadastre seu email.


Consulta Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito)



Mérito Lojista 2019


Parada Natalina 2018


Metade do estado regride para fases mais restritivas do Minas Consciente

03/12/20

Assessoria em Comunicação CDL Itajubá

Como alerta para prevenção à covid-19 em Minas Gerais, metade das 14 macrorregiões de Saúde do estado passou a ter mais restrições de atividades nesta quinta-feira (3/12). De acordo com as novas resoluções do Comitê Extraordinário Covid-19, deliberadas em reunião na quarta-feira (2/12), sete macrorregiões estarão na onda amarela, quatro na onda vermelha e três na onda verde.

Itajubá continua na onda verde

Itajubá está na onda verde, como microrregião, e o Sul de Minas entrou na onda amarela, como macrorregião. Mesmo estando na onda verde, o momento é de atenção e de redobrar os cuidados, evitando que o município regrida e que estabelecimentos tenham que ser fechados.

Recomendações

Devido ao estado de alerta em Minas, a recomendação é para que as pessoas mantenham as medidas de distanciamento e isolamento social, além do uso constante de máscara e álcool em gel.

Os estabelecimentos comerciais e de serviços também devem continuar e reforçar a prática das normas de segurança contra o contágio pela Covid-19: - Use a máscara de proteção facial e exija que funcionários e clientes também usem - Disponibilize álcool 70% - Evite aglomerações dentro e fora do estabelecimento - Limite o número de pessoas dentro do estabelecimento - Mantenha o distanciamento social:            - Uma (1) pessoa a cada 4m² dentro dos estabelecimentos            - 2 metros (4m²), em todas as situações.

Dados da Covid-19 em Minas Gerais

Um dos principais motivos para a cautela neste momento é a identificação de uma alta de 27% no índice de contaminação da Covid-19 na última semana. Por causa desse quadro, as macrorregiões Centro, Centro-Sul, Norte e Oeste saem da onda verde e retornam para a onda amarela. Além delas, as macrorregiões Sudeste, Sul e Vale do Aço permanecem na onda amarela, estágio no qual são permitidos serviços como academias, salões de beleza, clubes, além do consumo em bares e restaurantes.

Apenas as macrorregiões Noroeste, Triângulo do Norte e Triângulo do Sul permanecem na onda verde, fase em que são permitidos serviços com maior nível de contágio, como cinemas e discotecas. Na onda vermelha, a mais rígida do Minas Consciente, com autorização apenas para o funcionamento de serviços essenciais - como farmácias, padarias e supermercados - foram incluídas as macrorregiões Jequitinhonha, Leste do Sul e Nordeste, além da manutenção da macrorregião Leste.

Monitoramento para avanço ou retrocesso de ondas

São analisados, pela Secretaria de Estado de Saúde, os dados por macrorregião e microrregião de saúde.

Os indicadores são: - Taxa de Incidência Covid-19;
- Taxa de Ocupação de leitos UTI Adulto;
- Taxa de Ocupação por Covid-19;
- Leitos por 100 mil habitantes;
- Positividade atual RT-PCR;
- % de aumento da incidência;
- % de aumento da positividade dos exames PCR.

Os dados são agregação conforme peso e nota de cada indicador.

  • A análise que possibilitará o avanço da Onda Vermelha – Fase 1 (atividades essenciais) para a Onda Amarela – Fase 2 (atividades não essenciais) é semanal.
  • A análise para avanço da Onda Amarela – Fase 2 (serviços não essenciais) para a Onda Verde (serviços não essenciais com alto risco de contágio) é feita a cada 28 dias.

A regressão de qualquer região pode acontecer a qualquer momento, desde que os dados analisados pela Secretaria de Estado de Saúde apresentem risco à saúde das pessoas.

 

Fonte: mg.gov.br


Voltar

Movimento lojista em todo Brasil

Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Minas Gerais - FCDL-MG
Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas

CDL Itajubá

Praça Wenceslau Bráz, 42
Centro Itajubá-MG
Tel:(35) 3622-3511/3622-3905

Redes Sociais

Facebook
Twitter