Newsletter


Receba nossas novidades.
Cadastre seu email.


Consulta Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito)



Mérito Lojista 2019


Parada Natalina 2018


Comércio é o mais afetado pelo desemprego em Itajubá

05/06/2020

Por Herika Nogueira Comunicação Integrada

Notadamente, a pandemia do novo coronavírus vem impactando negativamente nos postos de trabalho, aumentando a taxa de desemprego. Em todo o País, o comércio vem sendo o setor mais afetado.

Conforme dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), nos meses de janeiro a abril deste ano, o Brasil contabilizou cerca de 5 milhões de admissões, mais de 5,7 milhões de trabalhadores desligados de seus empregos, resultando em um saldo de mais de 763 mil desempregados.

No País, assim como em Itajubá (MG), o comércio foi o mais afetado, computando 343 mil desempregados. Serviços é o segundo setor mais afetado, com 281 mil, seguido pela indústria, com 128 mil, e pela construção civil, com 22 mil. Já a agropecuária apresentou saldo positivo, com a geração de 10 mil empregos.

De janeiro a abril/2020, segundo o Novo Caged, Itajubá registrou 578 admissões no setor comercial. No mesmo período, foram registrados 859 desligamentos, contabilizando um saldo negativo de 281 trabalhadores que perderam seus empregos no comércio. Na indústria, houve desligamento de 92 trabalhadores. Na construção civil, 24 trabalhadores foram dispensados. Serviços, menos prejudicado em relação ao comércio e demais setores, foram 8 desligamentos. Assim, o município registra um total de 400 pessoas despedidas. Nesse cenário, acompanhando a tendência nacional, a agricultura aponta 5 pessoas contratadas nos quatro primeiros meses de 2020.

“O aumento do desemprego, como uma das consequências da pandemia do novo coronavírus, teve maior impacto no setor comercial de Itajubá. Com a crescente demanda na área de desenvolvimento de tecnologia da informação e dos meios de comunicação digitais, o setor de serviços teve menor número de desligamentos e aponta certo aquecimento para profissionais capacitados. Também devemos observar que o comércio, a partir da Covid-19, se dividiu em dois segmentos: essenciais e não essenciais, sendo que o primeiro, onde estão os supermercados e farmácias, sofreu menor impacto. Dentre os não essenciais, como concessionárias, por exemplo, o impacto foi maior, com forte queda nas vendas. Segmentos de vestuário, calçados e venda de itens como cobertor, apresentam pequeno crescimento nas vendas, como consequência do inverno. Com o isolamento social, os estabelecimentos do nicho de roupas para festas, acessórios, dentre outros produtos considerados supérfluos, registraram queda nas vendas. Devido à procura por investimentos mais seguros, como imóveis, o setor imobiliário não sofreu grande impacto”, analisou a Diretoria Executiva da CDL Itajubá.

A Câmara de Dirigente Lojistas - CDL Itajubá vem se empenhando, desde o início da pandemia do novo coronavírus, em orientar e encontrar soluções viáveis para os empreendimentos dos setores de comércio e serviços, sejam eles associados ou não à entidade, buscando desenvolver ações que minimizem os impactos socioeconômicos e, ao mesmo tempo, preservem a saúde dos cidadãos.

Dentre as ações destacam-se:

  • A CDL Itajubá foi interlocutora, entre Prefeitura Municipal e Ministério Público, para a adoção das máscaras de proteção, viabilizando a reabertura do comércio no município.
  • A CDL Itajubá assinou, junto com outras entidades, o Termo de Ajuste de Conduta (TAC), documento que possibilitou a reabertura de estabelecimentos comerciais e de serviços, sob normas rígidas, que atendam ao TAC e ao Decreto nº 7.801/2020.
    • o O TAC foi uma solução encontrada mediante a suspenção do funcionamento do comércio, em 30 de março/2020, pelo Ministério Publico do Estado de Minas Gerais, por meio da Recomendação Ministerial Nº 02/2020 , emitida após a flexibilização das atividades, anunciada pelo prefeito municipal em 27 de março.
  • A entidade permanentemente orienta seus associados, não associados e à comunidade sobre as regras a serem seguidas para a manutenção do funcionamento dos estabelecimentos comerciais e de serviços.
  • Divulga constantemente, em suas redes digitais e site, informações e recomendações para a prevenção de contágio pelo novo coronavírus, sobre tributos federais e estaduais do setor, decretos municipais e outros importantes dados que contribuam para orientar e minimizar os efeitos da Covid-19.
  • A CDL Itajubá está disponibilizando aos empresários modelos de Termo de Compromisso, com o objetivo de preservar empregadores, empregados e empregos mediante os impactos causados pela decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que passou a considerar a COVID-19 como doença ocupacional.
  • Em parceria com a UNIFEI JR, a CDL Itajubá promove a realização de webinários semanais sobre temas de gestão e marketing digital. Também disponibiliza, em seu site, E-books com orientações e dicas de como superar os desafios impostos pela Covid-19 e seguirem frente. Nessa parceria, associados da entidade terão desconto em consultorias da UNIFEI JR.
  • Divulga, em suas redes digitais e site, a realização de lives e webinários promovidos por instituições como Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas – FCDL MG, Sebrae, Sicoob, Insper e outras, que auxiliem e orientem empresários em questões relevantes para superarem a crise causada pela Covid-19
  • A CDL Itajubá tem se empenhado em buscar soluções que atendam aos segmentos comerciais que ainda não podem voltar a funcionar.
  • A entidade também está buscando soluções financeiras viáveis que atendam e socorram às micro e pequenas empresas.

 

Fonte: Novo Caged


Voltar

Movimento lojista em todo Brasil

Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Minas Gerais - FCDL-MG
Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas

CDL Itajubá

Praça Wenceslau Bráz, 42
Centro Itajubá-MG
Tel:(35) 3622-3511/3622-3905

Redes Sociais

Facebook
Twitter